Copa do Mundo/Futebol/Latinoamericano/Seleções

Messi e Suárez impulsionam Argentina e Uruguai nas Eliminatórias

Messi e Suárez vêm brilhando juntos há algum tempo, pelo Barcelona. Agora separados por suas seleções, voltaram a ser decisivos e contribuíram para Argentina e Uruguai subirem na classificação das Eliminatórias para a Copa da Rússia, em 2018. O camisa 10, que sempre foi cobrado por não repetir pela Albiceleste o mesmo futebol apresentado no Barça, ainda não encanta por aqui como faz pela Europa, mas já assumiu a responsa e tem liderado a reação da Argentina, que chegou ao terceiro lugar após a sexta rodada. Já Suárez, estreou nestas Eliminatórias e contribuiu para a equipe Uruguaia fechar a sexta rodada na liderança da competição.

O time comandado por Tata Martino havia somado apenas dois pontos nas três primeiras rodadas e o técnico chegou a balançar no cargo. Agora já acumula três vitórias seguidas, com boas participações de Messi, que marcou de pênalti o segundo gol da vitória de 2 a 0 contra a Bolívia, nesta terça-feira,29, em Córdoba. Messi chegou a 50 gols pela seleção e está a seis de igualar a marca de Batistuta, o maior artilheiro da história da seleção argentina. Além do tento, Messi foi o grande cérebro da equipe. Todas as bolas passavam por ele. Os bolivianos até tentaram parar o craque com faltas, mas La Pulga mostrou habilidade, velocidade e inteligência, criando grandes jogadas e servindo a Higuaín e Di Maria. A ARgentina agora soma 11 pontos e é o terceiro colocado nas Eliminatórias. Se ainda não encanta como faz no Barcelona, Messi mostra que está bem mais à vontade com a camisa da seleção e que, sem as lesões que o atrapalharam recentemente, pode conduzir o time para conquistas. A Copa América começa em alguns meses e é o objetivo da equipe no ano antes do retorno da disputa das Eliminatórias, em setembro.

messixbolivia

Messi comemora o gol contra a Bolívia e fica a seis gols de igualar a marca de Batistuta pela Albiceleste. Foto: Olé

Já o Uruguai, jogou os primeiros quatro jogos sem Luisito, que cumpria a suspensão imposta pela FIFA após morder o italiano Chiellini na Copa do Mundo de 2014, e tinha conseguido resultados importantes, mas sempre na base da garra e da vontade. O camisa 9 retornou à seleção no duelo contra o Brasil e deu outra cara ao time, além de potencializar o futebol de Cavani no ataque. Suárez marcou contra o time de Dunga no empate por 2 a 2, em Recife, e deu a assistência a Cavani que garantiu o triunfo contra o Peru e a liderança da Celeste na Eliminatórias, com os mesmos 13  pontos  do Equador, que perdeu a invencibilidade para a Colômbia, fora de casa, por 3 a 1. Com o resultado, os colombianos chegaram aos 10 pontos e subiram duas posições na classificação. Los Cafeteros agora ocupam a quinta posição e estariam classificados para a repescagem se as Eliminatórias terminassem hoje. O quatro colocado é o Chile, também com 10 pontos, mas com mais gols marcados e um maior saldo que os colombianos. Fora da zona de classificação para a Copa da Rússia, Brasil e Paraguai, que empataram nesta terça-feira, somam 9 pontos cada, seguidos de Peru, com 4, Bolívia, com 3, e Venezuela, com 1.

 

suarez e cavani

Cavani e Suárez colocam Uruguai na ponta das Eliminatórias. Foto: Getty Images

Eliminatórias Sul-americanas Copa 2018 – 6ª rodada:

Colômbia 3 x 1 Equador

Uruguai 1 x 0 Peru

Argentina 2 x 0 Bolívia

Venezuela 1 x 4 Chile

Paraguai 2 x 2 Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s