Europeu/Futebol

O rei está morto. Juventus e Barcelona lutam pela coroa europeia

O Barcelona superou grandes desafios nesta Champions League. Nas oitavas de final, eliminou o campeão inglês, o Manchester City. Nas quartas, quem caiu foi o campeão francês, o PSG. Na semifinal, o triunfo foi sobre o grande campeão alemão, o Bayern. Na decisão, falta o campeão italiano, a Juventus.

A Vecchia Signora conseguiu uma classificação heróica contra o Real Madrid e volta a uma final de Champions League após doze anos.

Heróica porque superou um time muito superior tecnicamente. O Real Madrid não era o atual campeão europeu à toa. Alguns dos melhores jogadores do planeta vestem a camisa merengue, como Cristiano Ronaldo, Bale, Benzema, Kroos. E tinha a necessidade da vitória, já que a Juve venceu em Turim por 2 a 1.

E as coisas pareciam que iam caminhar bem para os donos da casa quando o apitador achou um pênalti de Chiellini em James Rodríguez. Cristiano Ronaldo, que não tinha nada a ver com isso, converteu seu 77º gol em Champions League, maior artilheiro da competição ao lado de Lionel Messi. Validade do pênalti à parte, o Real dominava o jogo. E seguiu dominando. Mas faltou eficiência.

Na segunda etapa, a Juventus conseguiu equilibrar um pouco as ações e ameaçar o gol de Casillas. Em uma das estocadas, Morata, formado pelo Real Madrid, fez o que se espera de um centroavante. Gol.

Foto: UEFA/Getty Images

Foto: UEFA/Getty Images

A partir daí, o jogo ganhou contornos dramáticos. O Real Madrid foi com tudo para o ataque e apostou em chuveirinhos, chutes de fora da área, toque de bola, tudo o que tem direito. Mas deixou espaços na sua defesa e o contra-ataque da Juventus quase matou o jogo em duas oportunidades, com Marchisio e Pogba, exigindo um milagre e uma boa defesa de Casillas.

Com o tempo e a boa defesa armada pela Juventus, o Real Madrid foi entrando em desespero, simbolizado por um lateral cobrado por Casillas nos acréscimos do jogo, no qual parecia que ia jogar o lixo da sua casa na rua. Com a reversão do lance, a Juventus levou a bola para o campo de ataque e lá enrolou até o apito final.

Na decisão, a Juventus vai enfrentar o Barcelona, time, assim como Real Madrid, muito superior tecnicamente. Mas não dá para duvidar de um time com a vontade de vencer demonstrada por essa Juventus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s