Brasileiro/Futebol/Latinoamericano

São Paulo devolve placar, vence Majestoso e avança na Libertadores

Depois de quase cinco meses, a torcida do São Paulo finalmente viu o time jogar um futebol convincente, contra um adversário qualificado. No jogo que valia a vida do time na Libertadores, o Tricolor repetiu a estratégia adotada pelo Corinthians no primeiro Majestoso da história da competição, pressionou o adversário desde o começo e fez 2 a 0 ainda no primeiro tempo. Foi, sem dúvida, a melhor partida do time no ano.

Vitória no Majestoso foi comemorada como um título no Morumbi. Foto: Ari Ferreira/ Miguel Schincariol/Lance!

 

O São Paulo entrou ligado e jogo criou duas chances de gol com Luís Fabiano de cabeça. O Corinthians não conseguia impor seu jogo. As tabelas rápidas, a marcação alta, a movimentação constante eram vistas apenas no lado sãopaulino. Com menos de 20 minutos, Sheik e Tolói se estranharam. O atacante ainda tentou dar um rapa no zagueiro, que teatralizou muito bem (como qualquer jogador experiente faria) e o camisa 11 do Timão foi expulso por Sandro Meira Ricci. Com um a mais em campo, a superioridade tática, técnica e física do São Paulo, que já era evidente, ficou gritante.

Depois de um cruzamento e um bate-rebate na área, Luís Fabiano chutou cruzado e abriu o placar. O Morumbi explodiu em alegria novamente quando Michel Bastos voltou a arriscar um chute de fora da área, uma de suas especialidades que estavam sumidas com o mau futebol da equipe até esta quarta-feira. No quique da bola, Cássio ficou vendido – era o segundo gol são paulino.

Mais uma vez, Luís Fabiano sai de herói para vilão e vai desfalcar o São Paulo no primeiro jogo das oitavas.

 

Na segunda etapa, Tite colocou o velocista Mendoza no lugar do inoperante Vagner Love, mas a mudança não surtiu o efeito esperado e o Corinthians, completamente estafado da maratona que tem sido a temporada, continuou sem levar perigo ao gol de Rogério Ceni. E além de não ajudar, o colombiano piorou a situação do alvinegro na partida. Esquentadinho, assim como fora contra o Palmeiras na semifinal do Paulista, Mendoza tentou agredir Luís Fabiano. O camisa 9 do Tricolor, que sempre foi uma bomba atômica de nervos, fez uma encenação digna de Óscar, mas ao contrário de Tolói, recebeu o segundo amarelo e foi expulso. Mendoza também levou o vermelho e acabou de vez com a tática de Tite. O São Paulo ainda quase amplicou com Denílson, que chutou na trave de Cássio, mas o 2 a 0 foi suficiente para resgatar a confiança e a alma do time, encerrar um tabu sem vitórias no Majestoso em casa desde 2007,  além de garantir a classificação para as oitavas da Libertadores e adiar a aposentadoria do capitão Rogério Ceni.

Palestra de Ceni antes do jogo motivou o time. O goleiro foi um dos que mais comemoraram o triunfo sobre o Corinthians. Foto: Marcos Ribolli/Globoesporte.com

 

Anúncios

Um pensamento sobre “São Paulo devolve placar, vence Majestoso e avança na Libertadores

  1. Pingback: Brasileiros e Argentinos dominam oitavas da Libertadores | Fut 'n' Roll

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s