Europeu/Futebol

Um time de respeito, mas duro de admirar

O Chelsea deu mais uma demonstração de força neste sábado (18). Parou o Manchester United, que vinha de seis vitórias consecutivas pelo Campeonato Inglês.

Se o futebol fosse uma ciência lógica, um esporte no qual basta apenas jogar melhor para sair vencedor, os Diabos Vermelhos voltariam de Londres com o sétimo triunfo seguido. O United controlou o jogo, teve domínio do meio de campo e acuou o Chelsea mesmo atuando em Stanford Bridge.

Mas faltou eficiência no ataque. Com Valencia muito ocupado na marcação de Hazard pela direita, o United só buscava ações ofensivas pelo lado esquerdo, com Ashley Young e os apoios do lateral Shaw. Fellaini, centralizado, atuava distante do atacante Falcão Garcia.

Eram 70% de posse de bola para o Manchester United. Mas bastou uma bola para o Chelsea decidir o jogo. Oscar e Hazard, os dois meias abertos dos blues, fizeram uma jogada rápida que teve grande assitência do brasileiro para conclusão do belga. Um golaço.

Foto: Chelsea FC

Foto: Chelsea FC

Com a vantagem no placar, José Mourinho exerceu ao máximo seu direito de ser pragmático. E conseguiu o resultado que queria, que lhe permitiu abrir dez pontos de vantagem sobre o Arsenal, segundo colocado, e onze sobre o United, o terceiro.

No fim das contas, um passo a mais para o Chelsea na direção de mais um título inglês.

Classificação da Premier League 2014/2015

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s