Brasileiro/Futebol/Latinoamericano

Corinthians confirma vaga e Internacional fica perto das oitavas da Libertadores

O Corinthians teve nesta quinta-feira, 16, o seu desafio mais difícil do ano e passou ileso. O confronto do campeão da Libertadores de 2012 contra o atual não foi um espetáculo de grande nível técnico, mas um grande duelo tático. A tensão que criou-se sobre os dois times era evidente. O Corinthians precisava de pelo menos um empate para ficar com o primeiro lugar no chamado “Grupo da Morte”, enquanto o San Lorenzo não podia perder de jeito nenhum para manter viva a chance de classificação na última rodada.

O jogo começou num ritmo alucinante e os argentinos criaram a melhor oportunidade com Romagnoli, que rolou para o atacante bater, exigindo difícil defesa de Cássio. Na cobrança de escanteio, quase o San Lorenzo abre o placar de cabeça. Mais dois lances de bola cruzada assustaram os mais de 40 mil torcedores que lotaram a Arena Corinthians, registrando o maior público pós-Copa do Mundo. Aos poucos, o Corinthians foi encontrando a melhor formação em campo. Vagner Love mostrou que ainda não está adaptado ao time e, muito menos, à altura de Guerrero, mas Renato Augusto e Sheik tentaram fazer o ataque funcionar. O Camisa 8 deu três chutes de fora da área que exigiram trabalho do goleiro Torrico.

No segundo tempo, o Timão diminuiu o ritmo. Continuou em busca da vitória, mas sem fazer a pressão alta treinada por Tite. A questão era física, e não técnica ou de motivação. Os jogadores sentiram a intensidade aplicada na temporada toda e, pensando na maratona que vem pela frente (clássicos contra Palmeiras pela semifinal do Paulista e São Paulo pela Libertadores), preferiu garantir a classificação a se expor a sofrer a primeira derrota do ano. O time do Papa também continuou administrando, sem correr riscos na defesa e o 0 x 0 acabou sendo justo.

Nas declarações pós-jogo era nítida a felicidade dos argentinos por terem cumprindo o objetivo determinado. Mas isso não garante nada. O time precisará golear o Danúbio em casa e torcer, pelo menos por um empate no Majestoso da próxima semana para ficar com a segunda vaga no Grupo 2. A disputa segue aberta.

Renato Augusto foi o melhor em campo contra o San Lorenzo, mas não conseguiu marcar. Foto: LANCE!Press

 

No outro jogo envolvendo time brasileiro nesta quinta-feira, o Internacional foi a Santiago com a obrigação de vencer o Universidad de Chile. Com bela atução do atacante Nilmar, o Colorado fez mais do que o esperado e goleou por 4 a 0. Com o resultado, o time gaúcho chegou aos 10 pontos e lidera o Grupo 4. Na última rodada, recebe o The Strongest, vice-líder com 9 pontos e um empate garante as duas equipes na próxima fase.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s