Futebol

A classificação prevista em um jogo imprevisível

Como disse há duas semanas, apenas uma tragédia tiraria do Real Madrid uma das vagas nas quartas de final da Champions League. Afinal, mesmo sem apresentar o melhor futebol, os merengues venceram o Schalke 04 fora de casa por 2 a 0 e voltaram para casa com uma grande vantagem nas mãos.

Mas o Santiago Bernabéu exalou tragédia nesta terça-feira (10). O Schalke comandado por Roberto Di Mateo, técnico campeão europeu com o pequeno Chelsea em 2012, apresentou um jogo ofensivo, eficiente e inteligente.

O Schalke dominou o jogo no começo do primeiro tempo graças ao 3-5-2 que congestionou o meio de campo com homens vestidos de azul. Como prêmio, Fuchs abriu o placar.

Foto: As

Foto: As

Mas o Real empatou cinco minutos depois, com Cristiano Ronaldo de cabeça.

O gol não abalou os azuis reais, que seguiram na proposta apresentada pelo seu técnico, dominando as ações, não deixando o adversário jogar e sempre ameaçando Casillas. Em uma dessas ameaças, aos 40, o goleiro deu rebote nos pés de Huntelaar, que marcou o segundo.

Novamente cinco minutos depois, ainda antes do intervalo, a cabeça de Cristiano Ronaldo empatou novamente, após bom cruzamento de Fabio Coentrão.

Foto: As

Foto: As

No segundo tempo, tudo parecia que seria mais calmo para os merengues. Aos 8, Benzema passeou pela área do Schalke e virou a partida.

Mas não foi. O Schalke buscou não só o empate, mas a virada. E ainda teve chances de fazer o quinto gol, que classificaria o time alemão em uma zebra histórica.

Foto: As

Foto: As

O equino listrado só não passeou no Bernabéu porque Casillas, o contestado, defendeu um chute colocado já nos acréscimos.

A vaga veio para o Real Madrid, como previsto. Mas sob muitas vaias da torcida. As cornetas soarão fortes na capital espanhola nos próximos dias.

De bom mesmo para o Real Madrid, apenas os recordes individuais de Cristiano Ronaldo, que se tornou o maior artilheiros das competições europeias, com 78 gols, e da Champions League, com 75 (ao lado de Messi).

Na outra partida do dia, o Porto não tomou conhecimento do Basel e venceu por 4 a 0 com quatro belos gols de fora da área, um deles marcado de falta por Casemiro (?!).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s