Basquete/Hall da Fama/NBA

Detroit “Bad Boys” Pistons: o time que parou Jordan por 3 temporadas

O Chicago Bulls venceu seis campeonatos da NBA na chamada “Era Jordan”, mas a conta poderia ser maior, se não fosse um time: o Detroit Pistons. Nos anos 1980, Boston Celtics e Los Angeles Lakers viviam o auge de uma série de conquistas de títulos da NBA. Mas no final da década de 80, o Detroit Pistons entrou em cena e começou a ganhar os holofotes na liga norte-americana de basquete.

Foto: Getty Images

 

Comandados pelo técnico Chucky Daly, os Pistons conquistaram seus dois primeiros títulos da NBA, em 1989 e 1990, além de chegarem à final de 1988. Apesar de ter grandes talentos em quadra, como Isiah Thomas, habilidoso e pontuador, e Joe Dumars, exímio marcador, o Detroit ficou famoso pelo estilo duro, algumas vezes violento e desleal, de marcar os adversários. Além de Thomas, o elenco contava ainda com, John Salley, Dennis Rodman, Rick Mahorn, Bill Laimbeer, Vinnie Johnson e Mark Aguirre. Com toda essa artilharia, o pelotão de Chucky não podia ter outra alcunha, que não “Bad Boys”.

Em 1988, os Bad Boys passaram pelo Chicago Bulls nas semifinais da Conferência e pelo Boston Celtics nas finais do Leste. Sempre com suas artimanhas e marcações agressivas para cima de Michael Jordan e Larry Bird, respectivamente. Na final da NBA, o Los Angeles Lakers de Magic Johnson também apanhou muito, mas acabou ficando com o título, após sete jogos.

Larry Bird foi uma das vítimas do jogo violento dos Bad Boys. Foto: Getty Images

 

Do duelo com os Bulls surgiu uma das maiores rivalidades da história. Todo jogo entre Detroit e Chicago era uma guerra. Chucky Daly montou com seus jogadores as chamadas “Jordan Rules”, as regras para bloquear e impedir as cestas do camisa 23 dos touros. Basicamente, a tática era bater e provocar o armador, desestabiliza-lo psicologicamente, usar da força física como meio de intimidação, seja no um contra um, seja com marcação dupla, às vezes tripla, sobre o astro de Chicago.

Quis o destino que essa rivalidade crescesse nos anos seguintes. Em 1989, o duelo foi na Final da Conferência, com vitória dos Pistons por 4-2. Na grande decisão da liga, revanche contra os Lakers e desta vez os Bad Boys não deram chance aos adversários: varreram os atuais campeões e conquistaram o primeiro título da história.

Jogadores do Detroit seguiam à risca as Jordan Rules. Foto: Getty Images

 

Em 1990, mais uma final de Conferência contra o Chicago. Os comandados de Phil Jackson equilibraram as forças e o Detroit precisou de sete jogos para chegar a mais uma decisão de título. E o bicampeonato veio com um 4-1, contra o Portland Trail Blazers.

A hegemonia dos Bad Boys Pistons acabou em 1991. Phil Jackson e seu auxiliar Tex Winter já haviam aperfeiçoado o esquema do Triângulo Ofensivo. Michael  Jordan e Scottie Pippen estavam mais maduros e o time não aguentava mais apanhar (literalmente) dos jogadores do Detroit. A final da Conferência Leste era questão de honra para os Bulls e a varrida por 4-0 abriu caminho para as seis conquistas de títulos da NBA para o Chicago.

 

Em 1992, Chucky Daly comandou a seleção dos Estados Unidos na Olimpíada de Barcelona. Montou a melhor equipe de todos os tempos, chamada de “Dream Team”. A equipe reuniu astros como Michael Jordan, Magic Johnson, Larry Bird, Clyde Drexler, entre outros. Mas uma ausência foi muito sentida pelos torcedores: Isiah Thomas, barrado pelos líderes da seleção, que não concordavam com o jogo sujo aplicado pelo Detroit Pistons.

Mesmo assim, os Bad Boys serão sempre lembrados pelas conquistas e os grandes duelos promovidos nas quadras de basquete e aquele Detroit Pistons bicampeão da NBA está eternizado na história.

foto: Getty Images

Foto: Getty Images

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s