Brasileiro/Futebol/Latinoamericano

Mineiros continuam sem vencer na Libertadores 2015

A Libertadores 2015, até o momento, não viu vitórias da dupla mineira Cruzeiro e Atlético. A Raposa, mesmo após perder os principais jogadores da conquista do bicampeonato Brasileiro, continua sendo um dos times favoritos ao título continental. A equipe comandada por Marcelo Oliveira ainda não tem o entrosamento necessário, mas vem usando o Campeonato Mineiro como laboratório. Na estreia na Libertadores, nesta quarta-feira, o time enfrentou o Universitario Sucre e a altitude de 2.800 metros da cidade boliviana.

Enquanto teve fôlego, o Cruzeiro apresentou boa movimentação dos jogadores de meio-campo e criou algumas oportunidades de marcar, principalmente com o centroavante Leandro Damião. Mas no segundo tempo, o time sentiu o forte cansaso. Além de sofrer uma pressão dos donos da casa, o time celeste segurou o 0 a 0, resultado que deixa tudo igual na classificação do Grupo 3, já que Huracán e Mineros de Guayana empataram por 2 a 2 no começo da semana. Na próxima terça-feira, o Cruzeiro recebe os argentinos no Mineirão e já deve mostrar sua superioridade na chave.

Leandro Damião teve boas chances de marcar, mas não conseguiu ser eficiente na estreia da Libertadores. Foto: EFE

Agora quem vive uma situação preocupante é o Atlético Mineiro. Com dois jogos disputados na competição, o atual campeão da Copa do Brasil já acumula duas derrotas. A estreia do Galo foi contra o Colo-Colo, no Chile, e o resultado negativo de 2 a 0 fez o time entrar pressionado em campo nesta quarta, no Independência, quando receveu o Atlas do México. Mas  o calderião do Horto não funcionou e os mexicanos conquistaram uma vitória importante por 1 a 0, com um gol marcado por Suárez, aos 41 minutos do segundo tempo, se aproveitando da linha burra atelticana.

Sofrendo com as seguidas lesões no time, Levir Culpi não conseguiu colocar em campo ainda o que tem de melhor para a disputa continental e os desfalques, principalmente de Marcos Rocha, Douglas Santos e Lucas Prato, influenciaram na queda de rendimento do Galo, que ainda pode perder o zagueiro Leonardo Silva para os próximos jogos – ele sofreu uma fratura na mão no duelo com os mexicanos. O alvo do Galo agora é o Independiente Santa Fé, da Colômbia, que hoje recebe o Colo-Colo e depois faz dois jogos seguidos contra os brasileiros. A história do Atlético é marcada por grandes vitórias e viradas surpreendentes. E para o time continuar sonhando com o bi da América vai precisar de um aproveitamento quase perfeito nos quatro jogos restantes, a começar pelos duelos com o Santa Fé. Levir Culpi e a torcida acreditam, mas os jogadores terão de comprovar dentro de campo.

Suárez aproveita falha da defesa para marcar gol da vitória sobre o Galo. Foto: EFE

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s