Europeu/Futebol

O carrasco Cissé e o fim da invencibilidade do Chelsea

O Chelsea lidera a Premier League até com certa tranquilidade. Nos primeiros 14 jogos do Campeonato Inglês venceu 11 e empatou apenas 3. Ao todo, eram 23 jogos de invencibilidade. Nunca na história, o Chelsea completou 24 jogos invicto.

Tudo por causa do sólido time bem armado por José Mourinho. Veloz no meio de campo, seguro na defesa e fatal no ataque, seja com Diego Costa, seja com Drogba.

Mas a missão do Chelsea neste sábado (06) era bem complicada. Nem tanto pela qualidade do time do Newcastle, que é muito inferior aos blues, mas historicamente, já que o Chelsea sempre tem dificuldades para enfrentar os magpies fora de casa. Sob o comando de Mourinho, por exemplo, o Chelsea venceu o Newcastle fora de casa apenas uma vez, pela Copa da Liga no já distante 2004.

E o jogo foi bem aberto na primeira etapa. Com a história muito maior do que a do Chelsea, o Newcastle vê a camisa azul e não sente tanto medo quanto os adversários que se acostumaram a enfrentar os blues após a entrada de Abramovich na administração do clube.

Apesar de boas oportunidades criadas de lado a lado, o placar terminou virgem após 45 minutos, mesmo com o Chelsea criando as melhores oportunidades, graças ao veloz trio Oscar, Hazard e William.

O jogo começou a mudar aos 12 minutos da segunda etapa, quando Cissé, que tinha acabado de entrar em campo, aproveitou uma falha da zaga dos líderes do campeonato e empurrou para o gol vazio, abrindo o placar.

Foto: The Guardian

Foto: The Guardian

O gol fez o Chelsea procurar ainda mais o jogo. Muita posse de bola, mas sem muita eficiência para ameaçar o gol do Alnwick, que substituiu o lesionado Elliot. Foi a primeira partida do goleiro, o terceiro no elenco do Newcastle.

Aos 32, Hazard acertou um belo chute na trave. No contra-ataque, Fabregas até parou o lance com falta, mas Sissoko pegou a bola e o juiz deu a vantagem. O atacante correu até a entrada da área, onde esperou Courtois sair e rolou para Cissé marcar o segundo.

Foto: The Guardian

Foto: The Guardian

Para aumentar a dramaticidade, três minutos depois Taylor fez falta feia e levou o cartão vermelho. E, na cobrança da falta, Fabregas colocou na cabeça de Drogba, que marcou.

A partir daí, foi pressão total do Chelsea. Diego Costa, aos 43, e Filipe Luís aos 44, foram os mais perigosos e quase empataram o jogo. O desespero tomou conta do Saint James Park quando o juiz apontou seis longos minutos de acréscimos. Aos 49, Terry assustou desviando uma bola que raspou a trave do Newcastle.

Mas a pressão não foi o suficiente. E o Newcastle ainda foi bravo para puxar um último contra-ataque para o destino ser um pouco justo e fazer com que o apito final ocorresse nos pés daquele que decidiu o jogo, Papiss Cissé. O atacante já marcou quatro gols contra os blues, mostrando que tem estrela neste confronto.

O Chelsea ainda é líder da Premier League, mas a virgindade da campanha em toda a temporada ficou no ensanguentado gramado do Saint James Park.

Classificação da Premier League 2014/2015

Anúncios

Um pensamento sobre “O carrasco Cissé e o fim da invencibilidade do Chelsea

  1. Pingback: Mais sorte do que bom futebol | Fut 'n' Roll

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s