Brasileiro/Futebol

Tão combatido, jamais vencido

Mais difícil do chegar ao topo é se manter nele. Mas o Cruzeiro de Marcelo Oliveira fez essa missão parecer muito mais tranquila do que ela realmente é. Na liderança do PODOLSKÃO 2014 desde a sexta rodada do campeonato, a Raposa sempre deixou claro aos seus adversários que o bi seria apenas uma questão de tempo.

Afinal, em toda a campanha, podemos dizer que houve apenas dois momentos em que o título foi questionado. No início do returno, quando perdeu para o São Paulo no Morumbi e viu a diferença ser reduzida a quatro pontos e nas rodadas 30 e 31, quando emendou dois empates, contra Palmeiras e Figueirense, e mostrou cansaço físico, o que prejudicou a qualidade das atuações.

Nas duas oportunidades, o Cruzeiro não deu sopa para o azar. No começo do returno, também contou com a incompetência do São Paulo, que passou quatro partidas sem vencer e viu a distância crescer novamente. Mais recentemente, quando voltou a ganhar os jogos mesmo alternando boas (Botafogo) e más (Criciúma) atuações. O último questionamento foi na sequência de dois jogos fora de casa, contra Santos e Grêmio, que deveriam ser complicados, mas na verdade foram duas sólidas vitórias que deixaram claro quem seria o campeão brasileiro de 2014.

Mas ainda havia uma formalidade a ser cumprida. Neste domingo (23), bastava vencer o Goiás em um Mineirão lotado. Para dar alguma emoção extra, a chuva que assolou Belo Horizonte deixou o gramado do Mineirão com mais água do que o sistema Cantareira, em São Paulo.

Foto: Terra

Foto: Terra

Apesar do aguaceiro e do gramado precário, o Cruzeiro mostrou inteligência e evitou as laterais do campo, especialmente a esquerda, que estava mais encharcada, e pressionou o Goiás jogando especialmente pelo meio e pela direita. Logo aos 12 minutos, Everton Ribeiro acionou Maike exatamente na ponta direita. O lateral cruzou na cabeça de Ricardo Goulart, que abriu o placar.

Foto: Ramon Bitencourt/Agência Lance

Foto: Ramon Bitencourt/Agência Lance

Após o gol, o Cruzeiro viu que intensidade e campo pesado não combinam. E o Goiás começou a achar espaços no campo e criar oportunidades. Aos 22, Samuel colocou a bola no ângulo de Fábio depois de um cruzamento e empatou o jogo.

O empate ainda servia ao Cruzeiro, já que o São Paulo entrou em campo com o time reserva para o clássico contra o Santos e time com Ademilson e Alexandre Pato dificilmente ameaça o gol adversário. Como o Peixe também não queria muita coisa na partida, as redes ficaram intocadas.

Título sem vitória não tem o mesmo gostinho. Para ajudar na motivação cruzeirense, Boschillia abriu o placar para o São Paulo, que voltou para a segunda etapa com mais fome do que o Santos.

Enquanto isso, o Cruzeiro partia para cima do Goiás. O campo molhado claramente prejudicava o toque de bola dos comandados por Marcelo Oliveira e o time não chegava ao gol de Renan. Até os 17 minutos, quando Everton Ribeiro, de cabeça, aproveitou cruzamento de Willian. Dessa vez pela esquerda, já que na segunda etapa, o lado encharcado era exatamente o lado direito do ataque cruzeirense.

A vantagem fez o Goiás novamente buscar mais o jogo. Mas ameaça mesmo, só aos 45, quando Fábio fez um milagre e evitou o empate, garantindo oficialmente mais um título nacional para o Cruzeiro.

Com o título garantido, esse time do Cruzeiro busca agora um feito inédito na história do clube. Nunca a Raposa consagrou o artilheiro do Brasileirão. Ricardo Goulart chegou aos 15 gols e se igualou a Henrique, do Palmeiras. Marcelo Moreno, com 14, também pode sonhar com o posto.

Classificação do Campeonato Brasileiro 2014

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s