Europeu/Futebol

Perder de pouco: a escolha de Brendon Rodgers

Ao apanhar em pleno Anfield do Real Madrid por 3 a 0, o Liverpool tomou consciência de que sua briga no grupo B da Champions League é pela segunda vaga contra Basel e Ludogorets.

Por isso, o técnico Brendon Rodgers tocou o foda-se para o jogo no Santiago Bernabéu e pôs um time praticamente reserva em campo. Das estrelas, apenas o goleiro Mignolet começou a partida. Glen Johnson, Gerrard, Henderson, Phillipe Coutinho, Sturridge e Balotelli ficaram no banco de reservas.

Foto: UEFA

Foto: UEFA

Se em condições normais já era natural que o Real Madrid procurasse o ataque, jogando contra um time praticamente reserva isso se tornou quase uma obrigação. Especialmente para Cristiano Ronaldo, de olho na quebra do recorde de Raúl, já que falta apenas um gol para igualar a marca de 71 em competições europeias.

Mas quem primeiro arrebentou as correntes da defesa do Liverpool foi Benzema, apenas aos 26 minutos, aproveitando bom cruzamento de Marcelo.

Foto: UEFA/Getty Images

Foto: UEFA/Getty Images

Vendo muita facilidade, o Real jogou em ritmo de treino. Se de um lado, Mignolet trabalhava em excesso, Casillas sequer sujou o uniforme no primeiro tempo.

Na segunda etapa, o panorama foi mesmo. O Real pressionando em ritmo de treinamento e o Liverpool apenas querendo que tudo isso acabe para ele decidir a vida contra Basel e Ludogorets. Fosse uma luta de boxe, ambos poderiam ser penalizados por falta de combatividade.

Ainda assim, antes do fim, Cristiano Ronaldo e Bale exigiram boas intervenções de Mignolet antes do juiz decretar o apito final e a vitória madridista pelo placar mínimo mesmo.

Com o resultado, o Real Madrid manteve o 100% de aproveitamento na Liga dos Campeões, com quatro vitórias em quatro jogos. Mesma marca, vejam só, do Borussia Dortmund, que faz grande campanha na competição continental com o mesmo time que está na zona de rebaixamento na Bundesliga.

Nesta rodada, os amarelos golearam o Galatasaray em casa por 4 a 1 e garantiram uma vaga nas oitavas de final.

Foto: UEFA

Foto: UEFA

A grande decepção da Champions League nesta temporada é, mais uma vez, a Juventus. Pirlo, em sua centésima partida por competições europeias, marcou um golaço de falta.

Foto: UEFA

Foto: UEFA

 

Mas a Juve tomou a virada do Olympiacos em casa e só não se complicou ainda mais porque Llorente empatou e Pogba virou antes do fim. A vitória por 3 a 2 deixa a Vecchia Signora com os mesmos seis pontos do Olympiacos e ambos vão decidir a sorte nos duelos restantes contra Atlético de Madrid e Malmo.

Falando em decepção, o Arsenal abriu 3 a 0 no Anderlecth no Emirates e conseguiu levar o empate.

Resultados da rodada de terça (04) da Champions League

Grupo A
Juventus 3 x 2 Olympiacos
Malmo 0 x 2 Atlético de Madrid

Grupo B
Real Madrid 1 x 0 Liverpool
Basel 4 x 0 Ludogorets

Grupo C
Zenit 1 x 2 Bayer Leverkusen
Benfica 1 x 0 Monaco

Grupo D
Arsenal 3 x 3 Anderlecht
Borussia Dortmund 4 x 1 Galatasaray

Classificação da fase de grupos da Champions League 2014/2015

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s