Europeu/Futebol

O cascudo Atlético de Madrid

O surpreendente Atlético de Madrid da temporada 2013/2014 parecia que passaria por uma fase de transição nesta temporada. Afinal, perdeu seu melhor jogador, Diego Costa, seu goleiro Courtois, além de um coadjuvante que era peça importante no esquema da equipe, o lateral Filipe Luís.

Mas era um fato que a peça mais importante para os rojiblancos na última temporada não estava dentro de campo, mas comandando tudo à beira do gramado. E o técnico Diego Simeone não se foi do Vicente Calderón, ficou para continuar o bom trabalho que vem fazendo.

Foto: Paco Campos/EFE

Foto: Paco Campos/EFE

E, sim, manteve no Atlético a sua característica mais marcante. De time que nunca desiste e que sempre será difícil de ser batido. O Real Madrid já teve a sua amostra no campeonato espanhol e, nesta quarta-feira (01), foi a vez da Juventus, atual campeã italiana e com 100% de aproveitamento na atual temporada, sentir a força dos atuais vice-campeões europeus.

A Juve foi ao Vicente Calderón apostando na sua defesa e, em especial, no goleiro Buffon, que não levava um gol desde a Copa do Mundo. Em cinco partidas pelo campeonato italiano e uma pela Champions League, ele não levou gols. Ciente disso, a Juventus PARREIROU ao considerar o empate um bom resultado e armou uma retranca marota na capital espanhola.

Tanto que o goleiro Moyá foi um mero espectador em campo, não tendo feito nenhuma defesa. Durante o jogo, foram míseras três bolas chutadas pelos italianos na direção do gol atleticano, mas todas sem a direção das redes. Mas, ainda na escola Pé de Uva, teve 64% de posse de bola.

Com bem menos posse de bola, o Atlético também não chutou muito a gol. Foram cinco arremates na direção de Buffon. Mas foi um time com maior profundidade, mesmo só ameaçando pra valer nas bolas paradas. Mas apenas faltando quinze minutos para o fim do jogo que a paciência do Atlético de Madrid foi recompensada. Em um ataque pela direita, Arda Turán aproveitou bem o cruzamento e desviou de Buffon para marcar o gol solitário da partida.

Foto: JuanJo Martin/EFE

Foto: JuanJo Martin/EFE

Solitário, mas importante, afinal, iguala tudo no grupo A da Champions League. Atlético de Madrid, Juventus, Malmo e Olympiacos estão rigorosamente empatados na chave com três pontos cada um (O Malmo venceu o Olympiacos na outra partida do grupo). E após duas rodadas, tudo vai começar do zero.

Nas outras partidas, destaque para a boa vitória do Arsenal sobre o Galatasaray pelo grupo D, que fez o time inglês se redimir da derrota na estreia para o Borussia Dortmund, que também venceu na rodada e lidera a chave com seis pontos, caminhando para uma classificação bem tranquila.

O Real Madrid, atual campeão, também trinfou na rodada ao vencer o Ludogorets fora de casa de virada por 2 a 1, mostrando que arbitragem ruim não é exclusividade do futebol brasileiro. Os merengues tiveram o gol mal anulado, assim como um pênalti que não existiu a seu favor.

Classificação da Champions League 2014/2015

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s