Brasileiro/Futebol/Jogos Inesquecíveis

Há 10 anos, Cruzeiro e Santos faziam um jogaço no Mineirão

Neste domingão, às 16h, no Mineirão, Cruzeiro e Santos se enfrentam pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2014. E nada melhor, para acirrar ainda mais a disputa, relembrar um dos melhores jogos entre esses dois grandes times brasileiros.

Em 2004, Cruzeiro e Santos tinham dois grandes elencos. O time de Minas, vinha de uma temporada simplesmente sensacional em 2003, pois havia conquistado a tríplice coroa (Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e Campeonato Mineiro) e tinha craques de bola como Alex (hoje, no Coritiba); Fred (hoje, no Fluminense) e Maldonado (que passou por São Paulo, Santos e Corinthians). E na 15ª rodada daquela campeonato era o sexto colocado, apenas a quatro pontos de diferença do líder, que era o próprio Santos.

O Santos também vinha de duas ótimas temporadas, já que, em 2002, foi campeão brasileiro e, em 2003, chegou à final da Libertadores da América (perdeu para o Boca Juniors) e foi o vice-campeão brasileiro. O time de Vila Belmiro também tinha craques, como: Diego, Robinho, Ricardinho, Elano e Deivid.

O jogo em questão foi pela 27ª rodada do campeonato daquele ano, também num domingo. E o Santos começou melhor, pressionando o adversário mesmo fora de casa. Tanto que aos 11 minutos de jogo, Deivid quase marcou chutando cruzado na entrada da pequena área. Dois minutos depois, Robinho, após ótima tabela com Ricardinho pela meia direita, invadiu a área cruzeirense e tocou na saída de Artur, 1×0 Peixe. A partir desse momento o jogo era lá e cá, aos 19, Robinho passou por quatro defensores e da meia lua da grande área rolou por baixo do goleiro Artur, 2×0 Santos. O Cruzeiro era perigoso em seus ataques mas continuava parando nas defesas de Tapia, ou pecava na falta de pontaria, mas aos 30 do primeiro tempo, Fred fez ótima jogada pela esquerda e cruzou na área, Ávalos tentou fazer o corte e acabou empurrando para o fundo da própria meta, 2×1. Oito minutos mais tarde, Fred quase empatou para o Cruzeiro em ótimo voleio dentro da área. Antes do apito final para o intervalo, aos 45, o Santos ainda teve um gol mal anulado por Carlos Eugênio Simon.

Fim do movimentado primeiro tempo, mas tinha mais, e muito mais!

SantosxSA_Robrinho

Robinho foi o grande destaque do Santos neste jogaço contra o Cruzeiro. Neste domingo ele estará em campo novamente. Foto: Divulgação

No segundo tempo, o Santos continuou melhor e, aos 12 minutos, fez o terceiro gol com Deivid (que não comemorou, por respeito ao seu ex-clube), após ótimo passe por elevação de Luiz Augusto. Aos 18, veio o quarto gol do Santos, Paulo César pela esquerda levantou na área para Luiz Augsto, que se atrapalhou com a bola, mas, na sobra, Elano empurrou para o fundo das redes, 4×1 para o Santos, fora o show de bola.

Dois minutos depois do quatro gol do Santos, Fred iniciou a reação da raposa, recebeu dentro da área e tocou no canto esquerdo de Tapia, 4×2. O Santos ainda era melhor e uma reação do Cruzeiro era praticamente impossível. Conjuguei o verbo da melhor maneiro, ERA, porque, aos 38, Jussiê se livrou de três marcadores santistas e tocou na saída de Tapia. No finalzinho do jogo, o Santos recuou, e a pressão do time mineiro era intensa tanto que, aos 42, Wendell (que meses mais tarde iria para o Santos) fez um belo gol, selando o empate e acabando com o jogo no mineirão. 4×4, que jogo.

Fred comandou a reação fantástica do Cruzeiro contra o Santos, há 10 anos, no ‘velho’ Mineirão. Foto: Divulgação.

Lembro que segui este jogo pelo rádio, o que amplificou ainda mais as emoções. À época, fiquei bravo com o Santos por ter deixado uma vitória fácil escapar, mas hoje fico orgulhoso e feliz por ter acompanhado um daqueles jogos que entram para a história do futebol.

Veja abaixo os melhores lances do jogo.

Ficha Técnica

Data: 29/08/2004

Competição: Campeonato Brasileiro – 2º turno – 27ª rodada
Local: Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, MG.
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (Fifa-RS)
Público: 11.154
Renda: R$ 127.869,00
Auxiliares: Altemir Hausmann (RS) e Vili Tissot (RS)
Cartões Amarelos: Ricardinho (S), Recife (C), Martinez (C), Maldonado (C), Bóvio (S), Bruno Quadros (C) e Tápia (S).
Cartão Vermelho: Martinez (C).
Gols: Robinho (13-1), Robinho (20-1) e Fred (30-1); Deivid (13-2), Elano (18-2), Fred (20-2), Jussiê (38-2) e Wendell (42-2).

CRUZEIRO
Artur; Marco Aurélio (Alessandro), Edu Dracena, Bruno Quadros e Leandro; Maldonado, Recife, Martinez e Márcio (Wendell); Jussiê e Fred.
Técnico: Marco Aurélio

SANTOS
Tápia; Paulo César, Ávalos, Antônio Carlos e Léo; Zé Elias (Luis Augusto), Bóvio (Flávio), Ricardinho e Elano; Robinho e Deivid (Basílio).
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s