Europeu/Futebol

Arsenal mercante

* Por Luiz Felipe Corrales

A recente transferência do zagueiro belga Thomas Vermaelen do Arsenal para o Barcelona abriu espaço para uma curiosa matéria do jornal britânico “Metro” sobre o fortalecimento da relação comercial entre os clubes nos últimos 14 anos.

A estatística foi divulgada no começo da semana, pelo periódico e justifica o papel de “vendedor” assumido pelos gunners nas últimas temporadas para custear seu estádio. Com venda de jogadores para os catalães, desde 2000, o clube inglês “quitou” 34.6% (ou  £ 135 milhões) do Emirates Stadium.

Vermaelen foi apresentado no último fim de semana, mas ainda não tem previsão de estrear pelo Barça, porque está lesionado. Foto: Getty Images

Entre os jogadores que estão nessa porcentagem de pagamento, estão – Marc Overmars, Emmanuel Petit, Giovanni van Bronckhorst, Thierry Henry, Alex Hleb, Alex Song, Cesc Fabregas, e agora, o zagueiro belga.

De acordo com o último Football Money League, levantamento feita pela Deloitte, uma cifra em torno de £ 108,3 milhões, 38% das receitas do Arsenal em 2013-14, vieram do match day. Ou seja: à parte da “porcentagem catalã”, o Arsenal seria capaz de quitar sua casa em apenas mais duas temporadas e meia. O jornal ainda destacou que a postura “vendedor” inviabilizou as chances de os ingleses ganharem títulos expressivos.

Emirates Stadium Foto: Divulgação

 

* Luiz Felipe Corrales é estudande de Puplicidade, Propaganda e Criação

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s