Brasileiro/Futebol/Jogos Inesquecíveis

Tévez comanda #Eterno7x1 do Corinthians contra o Santos

Não é toda vez que se vê um placar de 7×1 no futebol. Esse ano, a Alemanha presenteou o mundo e os fãs do bom futebol massacrando o Brasil por esse resultado, na semifinal da Copa do Mundo. Na história do Campeonato Brasileiro, o clássico entre Corinthians e Santos também reservou um 7×1 que vai ficar para sempre na memória dos torcedores.

O ano era 2005. Aquele Campeonato Brasileiro foi polêmico, com escândalo de arbitragem, jogos remarcados, enfim, assunto para muitas resenhas. Polêmicas à parte, o dia 06 de novembro de 2005 foi um marco na campanha que terminou com o quarto título brasileiro do Corinthians.

O jogo foi alucinante desde o começo e o Timão abriu o placar com menos de um minuto, com o volante Rosinei. Aos 8 minutos, o Santos empatou com Geílson, dando a impressão que o jogo seria equilibrado. Carlitos Tévez e Nilmar, então começaram a azucrinar a defesa santista, com tabelas rápidas, movimentação constante e chutes a gol, de dentro e de fora da área. Num desses lances, Nilmar carimbou. Na sequencia, Tévez recebeu na pena área e fez 2 a 1, aos 20 minutos. Três minutos depois, Tévez mandou no ângulo e obrigou o goleiro Saulo a fazer uma defesa difícil.

Tévez terminou o Brasileirão de 2005 com 20 gols, sendo 3 marcados no jogo histórico. Foto: Getty Images

O Santos não se dava por vencido e também criava boas chances de empatar. O equilíbrio do jogo durou até os 38 minutos, quando Carlitos recebeu novo cruzamento na área, girou e bateu de esquerda para ampliar. A partir daí foi um massacre corinthiano. No começo do segundo tempo, o Timão voltou com o mesmo gás e Nilmar quase marcou o dele logo aos 2 minutos, mas parou em nova defesa de Saulo. Seis minutos depois, o camisa 9 tabelou com Tévez, que fuzilou e marcou seu terceiro no jogo.

Mas Nilmar também foi às redes santistas, duas vezes. Aos 13 minutos da segunda etapa, ele pegou o rebote de um chute de Carlos Alberto e marcou. Aos 32, recebeu cruzamento de Jô, que acabara de entrar no lugar de Tévez, e fez de cabeça. No fim do jogo, Marcelo Matos fez de falta e decretou o resultado eternamente lembrado pela Fiel Torcida.

foto: Getty Images

 

 

Escalações:

Corinthians: Fabio Costa; Eduardo Ratinho, Wendel, Marinho e Hugo; Marcelo Mattos, Bruno Octávio (Wescley), Rosinei e Carlos Alberto; Tévez (Jô) e Nilmar. Técnico: Antônio Lopes.

Santos: Saulo; Paulo César, Halisson (Wendel), Rogério e Kléber; Fabinho (Matheus), Heleno, Ricardinho e Giovanni; Geílson e Luizão (Basílio). Técnico: Nelsinho Baptista.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s