Brasileiro/Futebol

Metrô de SP se adapta ao futebol, mas o problema é mais embaixo

O primeiro jogo do Corinthians como mandante em sua Arena no chamado “horário da novela” aconteceu na semana passada. Dentro de campo, o Timão bateu o Bahia por 3 a 0 e encaminhou bem a classificação para a próxima fase da Copa do Brasil. O problema, já esperado antecipadamente, foi aconteceu na saída do estádio. Muitos torcedores deixaram o local na metade do segundo tempo para não perderem o metrô. A maioria dos que se arriscaram a ficar até o último minuto e vibraram com o terceiro gol, marcado por Renato Augusto de pênalti, foram surpreendidos ao chegar na estação e dar de cara com os portões fechados.

Durante a Copa do Mundo, os jogos aconteceram em horários mais cedo do que o tradicional “depois do último beijo” das quartas-feiras, entre 21h50 e 22h. Mas a realidade do nosso calendário esportivo não é o da Copa. Brasileirão, Libertadores, Copa do Brasil, Sul-Americana costumam ter jogos noturnos no meio da semana programados na grade da televisão, especialmente a Rede Globo, que paga muito bem aos clubes e federações pelos direitos de transmissão.

Torcedores do Corinthians não conseguiram pegar o metrô após o jogo. Foto: Avener Prado/Folhapress

O incidente da última semana gerou protestos e revolta dos torcedores. A direção do Corinthians se aproveitou da “boa vontade” que domina os políticos em ano eleitoral e agendou uma reunião com o Governo do Estado para tratar o assunto. Nesta terça-feira, 29, foi anunciada a decisão: o metrô vai estender suas operações em dias de jogos até 0h30 nas estações que ficam ao redor dos estádios da capital. As estações Corinthians-Itaquera e Arthur Alvim  atendem ao público que vai à Arena Corinthians, assim como a estação Palmeiras-Barra Funda ficará aberta em dias de jogos noturnos no Alianz Parque, a estação Clínicas receberá os torcedores que forem ao Pacaembu, a estação Portuguesa-Tietê atenderá quem for ao Canindé e a estação Butantã vai receber quem for ao Morumbi.

A vitória política dos clubes vai beneficiar os torcedores, sem dúvida, que se sentirão mais tranquilos para irem aos estádios. Mas o fato deixa claro que o futebol brasileiro ainda é refém da TV e quando todos levantam a bandeira do Bom Senso F.C e pedem mudanças profundas em todos os níveis do esporte, a televisão também poderia ceder e antecipar o horário dos jogos de meio de semana.

Em tempo, a decisão do Governo foi acertada, mas vale destacar que uma cidade como São Paulo, que se gaba por ser “a cidade que não dorme”, deveria ter uma estrutura de mobilidade urbana mais completa, com transportes integrados e que funcionassem diariamente, pelo menos até à uma hora da manhã, não só para atender paliativamente ao público de competições esportivas, mas para que o cidadão possa ir a shows e outros eventos e vivenciar realmente os atrativos da noite paulistana. É lógico que o investimento a ser feito, além da ampliação da malha, é na contratação e capacitação de equipes para fazer a manutenção das linhas de trem e metrô no período de parada, para garantir a segurança de todos os passageiros. A populaçao de São Paulo merece.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s