Brasileiro/Futebol

A volta do Brasileirão em seis atos

A Copa do Mundo foi um evento muito legal para os amantes do futebol. Mas torcedor que é torcedor gosta mesmo é do seu clube, não de uma seleção. E por isso, muitos celebram a volta do Brasileirão, para finalmente poder rever o seu time do coração em ação.

Seis jogos foram disputados nesta quarta-feira, mas apenas cinco torcidas saíram plenamente felizes com o que viram dos seus times em campo. Em Porto Alegre, o Grêmio não passou de um insosso empate sem gols com o Goiás, com direito a muitas vaias sobre o capitão Barcos, que mais uma vez se esforçou mas pouco produziu. E as cornetas da metade azul da capital gaúcha seguem fazendo tanto barulho quanto faziam nas nove primeiras rodadas. Já o Goiás segue em uma sólida campanha, com 16 pontos (igual ao Grêmio), na nona posição.

Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Mas o gremista pode colocar a mão na cabeça e pensar que podia ser pior. Podia ser torcedor do Flamengo. Um mês e meio de trabalho e Ney Franco não conseguiu fazer o time melhorar. Contra o Atlético-PR, no Rio de Janeiro, o rubro-negro até criou chances, mas esbarrou nas péssimas conclusões de seu ataque. E saiu derrotado por 2 a 1, gols de Douglas Coutinho e Cleberson para o Furacão, enquanto Samir fez o do Flamengo, que, acredite se quiser, segura a lanterna do PODOLSKÃO 2014.

O Flamengo foi para a lanterna graças à surpreendente vitória do Figueirense sobre o Curitiba em Coritiba. Os catarinenses, donos do pior ataque do campeonato, abriram o placar logo aos quatro minutos, com Thiago Heleno, de cabeça, e controlaram o jogo contra um frágil Coritiba, que buscava em Alex uma referência técnica que não foi muito eficiente. Everaldo ainda fez o segundo antes do fim do jogo e colocou os dois times com sete pontos na tabela.

Quem sorri para a parte de cima da classificação é o São Paulo. O tricolor paulista foi até a Bahia pegar o tricolor carioca e mostrou que Muricy Ramalho trabalhou bastante durante a Copa do Mundo. Com um time entrosado e eficiente, o São Paulo marcou duas vezes ainda no primeiro tempo, com Rogério Ceni, de pênalti, e Alan Kardec, em sua estreia pelo time em jogos oficiais. Só não foi mais porque a arbitragem anulou equivocadamente um gol de Rodrigo Caio. Ainda assim, o time mostrou algumas fragilidades, como uma defesa exposta. O fraco time do Bahia não soube aproveitar, mas uma equipe mais qualificada pode complicar as pretensões do São Paulo de fazer frente ao líder e FAVORITAÇO Cruzeiro. Após o jogo, Rogério Ceni representou o Bom Senso FC e deu umas cutucadas na CBF.

Outro que jogou bem e matou a partida no primeiro tempo foi o Criciúma, que, com grande atuação de Paulo Baier, abriu 3 a 0 no Fluminense com apenas 21 minutos do segundo tempo. O tricolor carioca ainda estrebuchou em campo e descontou nos dez minutos finais, com Conca e Matheus Carvalho, mas não deu.

Por último, o golaço da rodada. Neto Baiano decretou a vitória do Sport pelo placar mínimo contra o Botafogo na Ilha do Retiro com um belíssimo gol do meio de campo, surpreendendo o goleiro Andrey, que estreava pelo alvinegro carioca.

Classificação do Campeonato Brasileiro 2014

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s