Futebol

Longa-metragem aproveita Copa para mostrar diversidade brasileira

Por Pedro Martins*

Uma estudante paulistana de classe média alta aproveita o primeiro jogo do Brasil na Copa, contra a Croácia, para participar de um protesto contra o Mundial.

Foto: Daniel Duchene

Foto: Daniel Duchene

Em Manaus, um índio que se define como “urbanizado” é mais patriota, e torce para a equipe na partida contra o México.

Nas oitavas de final, milhares de pessoas roem as unhas no Pelourinho, até o final da disputa de pênaltis contra o Chile e a vaga assegurada à fase seguinte.

A diversidade étnica, econômica e cultural brasileira, que abriga esses e outros personagens, é o tema do filme “All Eyes On Brazil” (“Todos os Olhos no Brasil”, em português, que está sendo produzido durante o torneio de seleções).

Foto: Daniel Duchene

Foto: Daniel Duchene

A iniciativa é do jornalista brasileiro Daniel Duchene, de 27 anos. Radicado na Califórnia há 15 anos, ele conta que o vídeo de 72 minutos, que será lançado daqui a três meses, será voltado não apenas ao público brasileiro, mas também a estrangeiros de vários países.

“Já acertamos a exibição, a partir de setembro, no L’Equipe TV, canal do famoso jornal de esportes, além de outra emissora francesa. Mas estamos em negociação com canais brasileiros e de outros países. Ao final da edição, teremos versões legendadas em português, francês, espanhol e inglês”.

Além de São Paulo, Manaus e Salvador, também ocorreram filmagens em Salvador e no Rio de Janeiro. O jornalista avalia que a emoção despertada pelo esporte serve de gatilho para conhecer e descrever bons personagens, e já pensa em uma nova produção durante as Olimpíadas de 2016.

“O trabalho durante a Copa tem sido muito bom, superou nossas expectativas. Com certeza faremos algo em 2016, mas o esporte é só o gatilho, o pano de fundo. Nosso foco são as boas histórias, o lado humano que às vezes fica esquecido nesses eventos”.

CROWDFUNDING

Para arrecadar os cerca de R$ 45 mil necessários para a produção, o jornalista escolheu o crowdfunding, ou financiamento em massa, que reúne uma quantia pré-determinada junto a pessoas dispostas a ajudar com pequenos valores.

Daniel Duchene diz que a arrecadação foi um sucesso e que a divulgação do projeto na internet alavancou as doações.

“Mantemos um site (http://alleyesonbrazil.com/), com um diário da produção, fotos e vídeos de bastidores. Lá estão as informações da arrecadação, mas nem precisava mais. Chegamos ao valor que precisávamos em apenas um mês meio”.

As filmagens começaram no início de junho e devem ir até o dia 15 de julho, pouco após a final do dia 13, no Maracanã. Morador dos Estados Unidos há mais de uma década, o jornalista revelou duas surpresas ao chegar ao país natal.

Foto: Daniel Duchene

Foto: Daniel Duchene

“Uma foi a inflação, que deixou as coisas daqui mais caras que as de muito lugar nos EUA ou na Europa. A outra foi positiva, em relação à logística. Pelo que lemos lá fora, viemos com muito medo do caos, principalmente em aeroportos. Mas chegamos em Guarulhos pelo terminal novo, muito organizado, e foi tudo rápido. Tomara que essa sorte continue até o final do projeto”.

* Pedro Martins é jornalista e repórter do jornal Folha de S.Paulo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s