Grandes covers da humanidade/Música/Rock

O beijo no topo das paradas

No meio dos anos 1980, Prince conhecia o auge da carreira. Em 1985, “Purple Rain” foi uma das músicas mais executadas nas rádios e chegou ao número um da Billboard.

Um ano depois, em 13 de maio de 1986, o artista de Minneapolis repetiu o feito com outro grande sucesso: “Kiss”, que há 28 anos chegava ao topo da parada da revista Billboard. E pensar que alguns meses antes, Prince rejeitara aquele que talvez seja o maior sucesso da sua carreira.

Quando a canção não passava de apenas uma demo de pouco mais de um minuto só com o refrão gravado, Prince cedeu a canção para a banda de funk Mazarati, que gravava seu álbum de estreia. O grupo acabou dando uma cara mais dançante à música e o resultado agradou demais a Prince, que a pediu de volta.

E o artista estava certo. A música atingiu o grande público e o topo das paradas. A revista Rolling Stone a colocou no 464 na lista das 500 melhores músicas de todos os tempos.

Claro, a música foi regravada exaustivamente. Quem foi melhor sucedido provavelmente foi Tom Jones, que emprestou seu vozeirão a uma versão feita pelo grupo Art of Noize. Em 1988, a versão chegou ao 18º lugar nas paradas de sucesso dos EUA.

No Brasil, no ano passado, a banda Autoramas, em parceria com o músico B Negão, também fez uma versão excelente de “Kiss”.

Um pensamento sobre “O beijo no topo das paradas

  1. Pingback: Prince, o homem mais versátil da música | Fut 'n' Roll

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s