Futebol

Tabelinha com o Barba – Riquelme faz a melhor partida desde 2007 e lidera a classificação do Boca enquanto torcida corintiana dá exemplo depois do jogo

Por Thiago Barbieri*

A eliminação do Corinthians nas oitavas-de-final da Libertadores só não foi trágica porque do outro lado havia um time que, por pior que digam que está, deve ser sempre muito respeitado em um mata-mata Sul-Americano. O ambiente era todo favorável ao atual campeão da América e do Mundo: quase 40 mil Loucos não paravam de gritar e apoiar o time, que vinha embalado pelo bom jogo contra o Santos no fim de semana, os tradicionais bandeirões e um mosaico lembrando a data da final do ano passado deixavam o estádio ainda mais bonito.

Foto: Thiago Barbieri/Fut 'n' Roll

Foto: Thiago Barbieri/Fut ‘n’ Roll

 

Mas o time entrou mais nervoso do que o normal. O Boca comandado pelo “Bruxo” Carlos Bianchi fez o que mais sabe: jogar com o regulamento debaixo do braço e, desta vez, sem partir para o jogo sujo. Cada lateral demorava uns três minutos para ser cobrado, cada falta parecia que o cara tinha sido atingido por uma metralhadora, depois de cada dividida sempre havia uma provocação. Tudo isso faz parte do jogo e, principalmente, da tradicional catimba argentina.

O que surpreendeu a todos no pulsante Pacaembu foi a postura dos argentinos. Ao contrário do que se imaginava, o ferrolho do esquema 4-4-1-1 não ficou somente atrás estourando as bolas alvi-negras, mas fez uma marcação no campo adversário e atacou bastante no início da partida.

Mesmo sem impor a superioridade técnica que tem sobre o elenco Xeneize, o Corinthians teve duas oportunidades para abrir o placar no primeiro tempo. A primeira, em um lance de Émerson Sheik, o zagueiro argentino cortou com a mão dentro da área, mas o juiz não marcou e ainda amarelou o camisa 11 do Timão. A partir daí o Corinthians jogou com um a menos em campo, porque o Sheik estava na lista negra do paraguaio Carlos Amarilla e seria expulso ao primeiro sinal de reclamação. Pouco depois, o juiz errou novamente ao marcar impedimento inexistente de Romarinho em lance que terminou com a bola na rede. Os erros da arbitragem, destacados pela imprensa argentina enervaram ainda mais os brasileiros, que já não rendiam o esperado dentro de campo. No lance seguinte, Riquelme acertou um chute, ou errou um cruzamento, não importa na verdade, e marcou um golaço encobrindo Cássio, que fez sua pior partida desde que chegou ao Parque São Jorge – o goleiro ainda falharia em dois lances na segunda etapa, quase tomando um peru à la Bruno e largando uma bola no pé do atacante argentino. O 1 a 0 abalou o Timão, que não fez mais nada no primeiro tempo.

Por falar em Riquelme, Román para os argentinos, o camisa 10 Xeneize que não atuava há algumas partidas e que havia anunciado a aposentadoria depois do vice-campeonato de 2012, fez a sua melhor partida desde 2007, quando também brilhou contra um brasileiro e conquistou o título sobre o Grêmio. Jogando com liberdade, se movimentou por todo o campo, mas principalmente nas costas de Alessandro, que se aproxima do fim da carreira e já não tem o mesmo vigor físico que apresentou até o ano passado. Riquelme foi o maestro de sempre, cerebral, ditava o ritmo do jogo, e fez isso até o começo do segundo tempo, quando acusou o cansaço e foi substituído.

Foto: AFP

Foto: AFP

Voltando ao jogo, no segundo tempo, Tite fez o que se esperava: trocou Alessandro pelo jovem e veloz Edenílson, e Romarinho por Pato. O Corinthians iniciou a segunda etapa ligado no 220, como deveria ter sido desde o começo, e criou pelo menos três excelentes chances de empatar em jogadas pela laterla-direita antes de Paulinho marcar de cabeça, aos cinco minutos. O gol-relâmpago era o combustível que faltava para incendiar as arquibancadas de vez. O Corinthians foi pra cima e chegou a virar, novamente com Paulinho, mas o juiz marcou falta do camisa 8 sobre o goleiro Orión, que depois ainda fez duas belas defesas. Pato, que se movimentava bem pela esquerda, ainda perdeu um gol incrível aos 30. Depois de tirar do goleiro, se atrapalhou com Guerrero e chutou pra fora.

Foto: Marcos Ribolli/globoesporte.com

Foto: Marcos Ribolli/globoesporte.com

 

A partir daí o Corinthians abusou dos chuveirinhos na área e não conseguiu reverter a desvantagem. Como já havíamos destacado em janeiro, Riquelme e Bianchi juntos conseguiram, mais uma vez, fazer um desacreditado Boca avançar na Libertadores e ganhar força para tentar o sétimo título. Agora os Xeneizes pegam o Neweell´s, líder do KIRCHNÃO.

Após o final da partida, a maioria da Fiel Torcida reconheceu o esforço do time e permaneceu nas arquibancadas, vibrando, cantando e apoiando o time, por pelo menos quinze minutos. Uma prova de maturidade, esportividade e gratidão ao grupo que conquistou o Brasileirão-11, a Libertadores-12 e o Mundial-12. Resta ao Corinthians se recuperar logo para a final do Paulistinha e seguir o trabalho que vem sendo feito, sem caça às bruxas, para voltar à Libertadores no ano que vem tentar conquista-la novamente.

Foto: Thiago Barbieri/Fut 'n' Roll

Foto: Thiago Barbieri/Fut ‘n’ Roll

* Thiago Barbieri é jornalista e assina a coluna “Tabelinha com o Barba” no Fut ‘n’ Roll. No twitter, ele é o @ThBarbieri

Um pensamento sobre “Tabelinha com o Barba – Riquelme faz a melhor partida desde 2007 e lidera a classificação do Boca enquanto torcida corintiana dá exemplo depois do jogo

  1. Concordo que o juiz errou ao anular o gol do Romarinho e ao não dar o pênalti no primeiro tempo. Mas o Boca foi melhor durante 135 minutos e o Corinthians só deixou a arrogância de lado no segundo tempo. Achei a eliminação justa, venceu o time que jogou mais bola o tempo inteiro.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s