Futebol

Fechando as portas da agonia

2013 não começou de maneira muito promissora para Marcelo Grohe. Apesar de ter feito um bom campeonato brasileiro como titular no gol do Grêmio após a saída de Victor para o Atlético Mineiro, ele descobriu que voltaria ao banco de reservas com a contratação do experiente Dida.

Eis que no primeiro jogo da Libertadores, Dida se machuca e precisa sair do campo. Grohe entra e, no primeiro lance, a LDU marca o gol da vitória sobre o Grêmio em Quito. Alguns crucificam Grohe pelo lance.

Na partida de volta, nesta quarta-feira (30), o Grêmio não jogou bem. Não conseguiu sufocar a LDU e fazer os dois gols necessários para a classificação. Mas Elano acertou um chutaço de fora da área. E as portas da decisão foram lentamente abertas com o rangido da agonia dos pênaltis.

A lista de batedores gremistas era de dar susto no torcedor. André Lima, Saimon, Willian José, Pará. Vargas era o único que tinha a confiança do torcedor gremista.

Para alívio geral, apenas Saimon errou. Reasco errou um pela LDU e a agonia seguiu para as cobranças alternadas.

Alex Telles bateu (com emoção) e marcou. E Grohe, numa defesa atrapalhada com os pés depois de uma cobrança medonha do equatoriano, garantiu o Grêmio na fase de grupos.

Foto: Lucas Uebel/ Grêmio

Foto: Lucas Uebel/ Grêmio

 

A nova Arena gremista conheceu o seu primeiro e improvável heroi.

Foto: Lucas Uebel/ Grêmio

Foto: Lucas Uebel/ Grêmio

Com isso, o Grêmio parte para o grupo 8 da Libertadores, com Fluminense, Huachipato e Caracas.

Lição na altitude

O São Paulo foi a Bolívia enfrentar o Bolívar com a classificação já encaminhada. E ficou garantida logo aos dois minutos, com o gol de Luís Fabiano. Jadson e Osvaldo abriram 3 a 0 e encaminharam uma nova goleada, apesar da altitude.

Mas algo aconteceu. E o Bolívar, que tinha feito um gol antes do intervalo, fez outros três entre os 15 e os 30 minutos do segundo tempo, conseguindo uma virada improvável.

O fato é que o time de Ney Franco se acomodou. Os problemas de posicionamento da defesa se repetiram, somados com a falta de atitude do segundo tempo e a altitude, que sempre faz alguma diferença, fizeram com que o São Paulo perdesse sua primeira partida na Bolívia em toda sua história.

O São Paulo se garantiu no grupo 3 da Libertadores, ao lado de Atlético Mineiro, Arsenal de Sarandí e The Strongest

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s