Futebol

Tabelinha com o Barba – Torcer na várzea é melhor

Por Thiago Barbieri*

A ditadura voltou. Pelo menos nos estádios brasileiros. O torcedor, que faz a alegria do futebol tem sido constantemente privado de usar a sua criatividade e se manifestar livremente nas arquibancadas. No TUFÃOZÃO 2012 já teve juiz que não quis começar o jogo enquanto não fossem retirados cartazes de protestos na torcida do Náutico contra a arbitragem brasileira – que, aliás, está cada ano pior e precisa urgentemente de profissionalização.

Foto: Otavio de Souza / Futura Press

Também já teve proibição de faixas e bandeiras bem-humoradas – a faixa com a inscrição “Eterno 7×1” que a torcida corinthiana costumava levar às partidas contra o Santos é só um dos vários exemplos em que a rivalidade sadia foi censurada.

Foto: Lancenet

Agora o episódio mais recente aconteceu no último fim de semana, quando o procurador geral do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, Paulo Schimitt, resolveu denunciar a torcida do Galo que fez um mosaico nas arquibancadas do Independência nas cores do Fluminense e com a inscrição “CBF” de ponta-cabeça. O STJD alega que no estatuto do torcedor está prevista punição para manifestações racistas, preconceituosas, ofensivas e xenófobas nos estádios. Gostaria de entender em qual desses pontos se enquadram os exemplos citados acima…

Foto: Agência Lance

Comemorar gol também é alvo de perseguição dos apitadores e dos tribunais. Que saudades do século passado, quando Viola, Paulo Nunes,Túlio, Edmundo e Renato Gaúcho brilhavam em campo e faziam uma competição particular de comemorações criativas e provocadoras nos anos 1990. Hoje em dia que não imitia o João Sorisão ou não faz o coraçãozinho com as mãos está incitando a violência… Na hora de COMEMORAR UM GOL?!

Até juiz que é xingado está processando jogador. Não estou defendendo que todos saiam por aí falando mal da mãe dos outros, mas quem já jogou bola pelo menos uma vez na vida, mesmo que seja naquela pelada de rua com bola de meia, sabe que o palavrão faz parte da linguagem do futebol. As expressões “f.d.p.” e “vai se f…” saem naturalmente nos diálogos entre atletas, juízes, torcedores, como o grito de “Gooollll!”.

Me desculpem, mas o futebol brasileiro está ficando muito chato, em vários aspectos: desde os novos jogadores que são obrigados e treinados por seus staffs a usarem os discursos politicamente corretos e posarem de mocinhos, até os procuradores do STJD que querem aparecer mais que as principais estrelas do futebol, dentro e fora de campo. Tomara que os torcedores não se deixem fazer de fantoches de quem faz os bastidores do futebol. Do jeito que está, torcer na várzea é muito mais divertido e empolgante. As peladas no campinho de terra batida do país reúnem todos os ingredientes necessários para o bom futebol e que, aos poucos vão sendo exterminados dos jogos “profissionais”: amor à camisa, alegria, criatividade, rivalidade, comemorações, gols de placa e gols de raça, juiz ladrão (mesmo quando não erra, o juiz é homenageado), torcida empolgante, cervejinha gelada…

*Thiago Barbieri é jornalista e assina a coluna Tabelinha com o Barba aqui no Fut’n’Roll

2 pensamentos sobre “Tabelinha com o Barba – Torcer na várzea é melhor

  1. Muito boa matéria, traduziu em palavras o que venho sentindo a tempos. Por isso que parei de ir a estádio a um bom tempo e hoje só acompanho o time do meu bairro, o Saudoso E.C NOROESTE DE VILA FORMOSA, time de várzea… Os jogos no terrão são bem mais empolgantes e as festa são muito mais bonitas, com fogos, fumaças, bandeiras, cervejas e muita festa pra incentivar o time.

    Abraço.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s