Futebol

Zona de conforto

Atlético Mineiro e Grêmio entraram em campo neste domingo no Independência  com a necessidade da vitória dentro dos seus estômagos. Afinal, o Fluminense, na noite anterior, vencera o Náutico, apesar de não ter feito uma boa partida nem merecer o resultado (o pênalti no último lance para o Timbu foi inquestionável).

E, sim, mineiros e gaúchos protagonizaram uma bela partida. Uma bola na trave para cada lado, chances criadas (mas perdidas pela displicência) pelos atacantes dos dois times e dois técnicos se esgoelando ao lado do campo para tentar mudar algo.

Foto: Bruno Cantini/Atlético MG

Mas faltou algo. Faltou o espírito do jogo de decisão tão repetido pelo narrador. Faltou a VOLÚPIA de quem quer ser campeão. De dar algo mais em um jogo entre times equivalentes.

Por isso, o placar terminou virgem. E os ABELÃO BOYS finalmente terminam uma jornada como líderes de fato do DILMÃO 2012.

O Atlético Mineiro ainda tem uma boa chance de se aproximar do líder. Basta vencer o Flamengo no meio de semana, em jogo atrasado do primeiro turno, que reduz a vantagem do Fluminense para apenas um ponto.

Falando em times afundados na zona de conforto, o Internacional, depois do chacoalhão do técnico Fernandão, resolveu dar o primeiro passo para sair dela.

Foto: Jefferson Bernardes/SC Internacional

Não que a atuação na vitória sobre o Bahia por 3 a 1 tenha sido um primor. As firulas de Leandro Damião seguiam lá, como uma consequência de quem veste a camisa da seleção brasileira. D’Alessandro e Forlán ainda pareciam se adaptar àquele hábito estranho chamado CORRER.

Mas a apatia colorada nas últimas rodadas desapareceu. E bastou para jovens como Fred e Ygor corressem o bastante para dificultar a vida do Bahia, então o melhor time do returno.

Foto: Jefferson Bernardes/SC Internacional

Outro que precisa de um choque para jogar sempre acordado é o São Paulo. Neste domingo, enfrentou um Cruzeiro, que já não é lá essas coisas completo, que teve que fazer duas alterações por contusão ainda no primeiro tempo.

Ainda assim, o time parecia de ressaca pela festa com a apresentação de Paulo Henrique Ganso. Fez mais um joguinho chocho até a parte final da partida, quando Fábio, o goleiro do Cruzeiro, aproveitou um cruzamento sem direção que ia pra linha lateral e colocou a bola na cabeça de Oswaldo, permitindo que o São Paulo some mais três pontos na tabela.

Foto: Gaspar Nóbrega/VIPCOMM

Com o resultado, o tricolor do Morumbi segue estacionado na quinta posição na tabela. Mas já vê o Vasco mais de perto.

Classificação do campeonato brasileiro 2012

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s