Rock

O astro calado

George Harrison estava de alguma forma DESTINADO a fazer parte dos Beatles. Ele, que nasceu em Liverpool em 25 de fevereiro de 1943, estudou no mesmo colégio que John Lennon e na mesma faculdade que Paul McCartney.

O mais tímido e, para alguns, mais músico dos Beatles, aprendeu a tocar guitarra enquanto se recuperava de uma NEFRITE. Ao escutar “Heartbreak Hotel”, de Elvis Presley, pela primeira vez, decidiu DESENCANAR de vez dos estudos para se dedicar à música.

Sua paixão pela guitarra era tamanha que ele a carregava para todos os lados e tocava em qualquer lugar. E Paul McCartney o ouviu tocando em um ÔNIBUS e decidiu apresentá-lo a John Lennon. Daí nasceram os Quarrymen e, com algumas alterações ao longo do tempo, acabaram se tornando os Beatles.

No quarteto mais famoso da história da música, George se destacou como o mais técnico e INOVADOR dos quatro. Ele é o responsável pelos temas mais delicados do grupo, como “Here comes the Sun” e “Something”, passando por “Norwegian Wood”, em que assumiu os vocais.

Harrison também foi o responsável por ter levado aos companheiros para o misticismo HINDU. Além da experiência espiritual, também aprendeu a tocar a guitarra cítara, instrumento típico da Índia.

O “beatle calado” foi o primeiro a sair em carreira solo, primeiro com um disco de inspiração BUDISTA quando ainda fazia parte da banda e logo depois do fim com o álbum triplo “All things must pass”, um sucesso comercial e de crítica. Triplo em vinil, o padrão da época. Quando virou CD, se tornou um disco duplo.

Preocupado com o mundo em que vivia, George Harrison foi o organizador de ações solidárias por causas como a de Bangladesh, em que ele materializou um concerto benéfico que entrou para a história como um dos melhores do rock.

A carreira de Harrison foi grande, proveitosa e também caracterizada por dar OPORTUNIDADES. Em 1979, ele fundou uma produtora de filmes chamada Handmade Films, que tocou, entre outros, o projeto do filme “A vida de Brian”, do grupo de comédia britânico Monthy Pyton.

Mas, afastado da vida pública por causa de um câncer, George Harrison morreu em Los Angeles no dia 29 de novembro de 2001. Ainda que não tenha tido o alcance MIDIÁTICO do assassinato de John Lennon, causou grande comoção no mundo da música. Suas cinzas foram espalhadas em um rio na Índia, a pedido do próprio ex-beatle.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s