Futebol

Tristeza Monumental

O dia 26 de junho de 2011 se tornou o dia mais triste dos gloriosos 110 anos de existência do Clube Atlético River Plate. A data marca o dia em que os millonarios caíram oficialmente para a B Nacional, a segunda divisão do futebol argentino.

A queda é sempre dolorosa

E os 90 minutos que definiriam o CRUEL destino dos maiores campeões do campeonato argentino começaram muito OTIMISTAS. Precisando ganhar por dois de diferença, Pavone tratou de abrir o placar logo aos 5 minutos de jogo.

Mas faltou ao River o que o time não teve durante todo o ano: talento. A pressão foi descontrolada e o segundo gol não saía. O time ficou nervoso e, numa falha PATÉTICA da zaga, o Belgrano empatou, coroando o acesso justo do Pirata.

Pavone ainda perdeu um pênalti mal marcado pelo juiz, mas o destino millonario já estava traçado. A torcida ainda promoveu um quebra-quebra no Monumental de Nuñez, mas nada que vá diminuir a dor e a frustração que acompanharão o River Plate nos próximos meses. O LUTO no Monumental de Nuñez impressionou, mas foi o símbolo de toda a sensação de impotência que acometeu o hincha do River na tarde deste domingo.

Agora restam apenas dois times que nunca conheceram o ABISMO da segunda divisão argentina: Boca Juniors e Independiente. Mas o promedio dos dois recomenda botar as barbas de molho.

2 pensamentos sobre “Tristeza Monumental

  1. Pingback: O fim de um ano interminável | Fut n Roll

  2. Pingback: O primeiro jogo do resto de nossas vidas | Fut n Roll

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s